Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2015

FIlme 4/53 - O Grande Hotel Budapest

Imagem
Escolhi esse filme por sua indicação ao Oscar, confesso que é uma meta ver a lista dos indicados a melhor filme antes da premiação.
O tom de humor, os cortes propositais, as cores (que lembram Pushing Daisies) e os closers perfeitos mostram a que o filme veio.
Roteiro bem delineado e recheado de histórias dentro de histórias.

Particularmente não gosto muito do estilo do filme, fiquei surpreso como a academia tem escolhido seus títulos. Ou parece que a produção tem mudado muito nos últimos anos.

Honestamente fico sem ter muito o que falar, a minha impressão é que eu estava vendo um sessão da tarde cômico, sem as caras cômicas que sempre tivemos.

Desculpem pela resenha, realmente fiquei com a sensação de não ser um filme útil nem pra divertir...

Caso tenham gostado dos filmes anteriores que indiquei, não veja esse.

Sigamos no projeto de 53 filmes no ano!


Filme 3/53 - Ninfomaníaca Vol 1

Imagem
Olha lá amigos e amigas, pra um filme ter esse nome e ser todo o frisson que foi...
Honestamente não vi tantos horrores não, tudo bem que tem cenas de sexo explícito que se não fosse um filme do Lars Von Trier dificilmente estaria ali, na telona.

No início pensei que tinha pego o arquivo errado, depois percebi a genialidade.
"com a permissão de Von Trier, mas sem seu envolvimento"

O que mais gostei no filme foi a visão do Seligman (Stellan Skarsgard)! Olhar sempre o outro lado, lembrar que uma moeda sempre tem dois lados, eu particularmente entregaria o título de terapeuta da doce Joe(Charlotte Gainsbourg). Não sei se ele age assim por perceber nela a vida que não teve, e que de certa forma desejou, ou que é apenas um velhinho gentil que não gosta de ver as pessoas se rebaixarem.
Mesmo que em algum momento o filme adote um tom mais cansativo é no mínimo excitante.

Juro que não consegui acompanhar a sequência Fibonacci que se inicia com sua perca da virgindade (3+5). Realmente …

Filme 2/53 - Lucy

Imagem
Caríssimos amigos, termino de ver esse filme com a sensação que de fato é impossível servir a dois senhores.
Comecemos pelas banalidades técnicas.
O filme tem uma boa direção, apesar de deixar inúmeras pontas abertas os roteiristas se esforçaram MUITO para finalizar alguns itens que poderiam empobrecer a história.
Apesar do Luc Besson fazer um ótimo trabalho penso que ele quis comprar o telespectador pelos efeitos e pela extrema anormalidade que Lucy vai ganhando com o tempo. Tudo bem que a expansão da capacidade cerebral é algo fora do normal, mas lembremos que quando se trabalha com a anormalidade não dá pra usar coisas tão normais no meio do caminho. Por vezes pensei que estava assistindo algum quadrinho da marvel, e olha que gosto muito!
O perigo reside ai, em colocar superpoderes em alguém normal no mundo real.
Foi um risco!

A Scarlett Johansson continua fantástica em minha avaliação, e o Morgan Freeman indiscutivelmente continua conseguindo fazer o diferencial em seus personagen…

Filme 01/53 - Operação Big Hero 6

Imagem
Caros amigos e leitores, hoje venho falar sobre uma animação!

Fui ao cinema com meu sobrinho, filha e esposa para ver esse filme no cinema 3D.
Na minha opinião conseguiram unir o roteiro a edição que a Disney e a Pixar tem trabalhado de forma quase perfeita. Inclusive mais uma vez trouxeram temas profundos e sérios.

Em alguns pontos os diretores não se esforçaram para manter o suspense, em outros ficou super claro o que aconteceria, pelo menos para quem assiste filmes com frequência. 

De qualquer forma uma ótima animação para se ver no final da tarde com a família. Éum filme de ação que certamente consegue emocionar e envolver o público.

Projetos de Robótica, Ciência e Tecnologia são apresentados de uma forma fofa e sincera.

Cheio de bons ensinamentos para crianças e reflexões para adultos Operação Big Hero surpreende, alegra e ilumina aqueles que dedicam um tempo do dia para aprender mais com o Baymax.

Todos queremos um marshmallow gigante e quentinho cuidando de nós e nos saudando assim: &…