É radiante a sua presença

como fonte inexpressiva de ouro,

que ilumina o nosso espírito

mesmo na mais fria expressão.

 

Não são tuas as falas que acompanham o teu olhar,

inebriantes formas deitam-se em meu peito ao esperar-te

fantásticas cores explodem dentro de mim ao encontrar-te

e vagando em teus sons, deleito e desfruto corrompem os nossos sentimentos.

 

Prazer recheado de amor,

cores completas e vivas,

ímpares, seculares, unicamente tuas.

 

De repente havia nuvens,

talvez fossem estímulos teus,

talvez os teus amores e carinhos gritassem.

 

Enfim despertamos e descobrimos que havia nuvens,

que havia céu, mas que havia tudo em seu lugar,

nada era ilusão, nada era feliz.

 

E não te encontramos, e não te vimos,

e todos os seres residentes em mim choraram,

como uma orquestra, como um compasso,

como os limites impostos para a alma.

 

Saudades sentimos coletivamente,

estágio passageiro e doentio da alma

que corrompe o ímpeto e o íntimo

e invade nossas decisões.

 

Tudo é preto e branco sem você

e os caminhos ficaram turvos,

levando nuvens aos olhos,

conduzindo neblina ao sorriso.

 

A espera é o único porto que nos resta,

é a única certeza que ancora-se em nós

é o fato palpável que introduz pureza aos nossos corações

e que ilumina o nosso possível e passivo encontro,

em breve, sorriremos como se houvesse espelhos entre nós.

Comentários

  1. fico lisonjeada com tamanhos sentimentos. E sei que estou longe de agradar a teu coração tão sedento de mim. Mas saiba que a recíproca é muito verdadeira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Sucesso! Por Adamo Brasil

Hipnose Clínica

Como nos sentimos?